sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

A primeira impressão é a que fica?

Acordar e ver aquele "monstro" pela janela do quarto foi uma sensação indescritível, não imaginava que o carro fosse tão grande!! rsrs
Quando fui vê-lo mais de perto descobri que o que o meu pai havia chamado de "pontos de ferrugem" não eram só pontos, eram linhas, eram boas áreas corroídas pela ação do tempo. Ele havia sido remendado pois ele devia ter uns três tons de tinta hehehe. A tinta descascada e a grande quantidade de partes oxidadas não mentiam a idade: ele já tem 30 anos!


A esperança era o interior...FRACASSO! rsrsrs
Estofamento imundo e buzina adaptada em um interruptor, sem contar o estado precário dos tapetes e a falta de cobertura na mala levaram mais uma parte da esperança de ver o carro tinindo em pouco tempo.

O "orgulho" ostentado por esse clássico são as rodas em forma de estrela, que, assim que a reforma estiver concluída, vão ser diamantadas, devolvendo o brilho que elas merecem!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário