segunda-feira, 18 de abril de 2011

Se não dá para comprar, que tal montar um carro?

Desde os 9 anos de idade, Orismar de Souza, hoje com 35 anos, é apaixonado por carros. Aos 17 anos, ao ver um deficiente físico dirigindo um carro adaptado, o ex-mendigo teve a ideia de construir seu próprio carro.


O sonho se tornou real em dezembro de 2010. Usando somente um martelo e uma talhadeira, dados por um vizinho, ele começou a fabricar o "camarão móvel". Sua única experiência com metal era das latas de óleo transformadas em diferentes modelos de carro - que ele fazia e trocava por galinha, ovo, comida, ou roupa, como forma de ajudar os pais - e ele se tornou piada por onde passava. A falta de experiência quase o fez desistir do projeto, porém ele seguiu em frente e conseguiu fazer seu carro. Mas não sem muito esforço.

Ele disse ter chegado a deixar de comer para juntar dinheiro para comprar as chapas de metal. Conseguiu juntar 450 reais em 4 meses e comprou as chapas. Só que nem só de chapas são feitos os carros. Algumas peças ele pedia em oficinas, outras ele pegava do lixo, como o motor de moto de 125 cilindradas que ele pegou para fazer o carro andar.

O ex-mendigo já fez até modificações no modelo. A partida era dada com pedal - como nas motos - na parte traseira.Em dezembro, não só ele pôs uma ignição com chave e como também instalou câmbio com marcha ré.

Não basta ser feito à mão, adesivos personalizam ainda mais o carro
O carro, com espaço para duas pessoas, chama atenção e atrai flashes por onde passa. Mas ele, que ainda não conseguiu uma garagem para o "camarão móvel", sonha mais alto e diz querer um carro "direitinho", legalizado, com placa e com um lugar seguro pra guardá-lo.









Detalhes do design único
É o bom e velho jeitinho brasileiro.














Fotos: Divulgação/Wagner Batista da Silva/Arquivo Pessoal
Fonte: Auto Esporte.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário